industria2[1]

Pará tem saldo positivo na geração de emprego formal em setembro

Mina de Carajás - Vale (Foto: Salviano Machado/Vale)Industria Mineral, construção civil, comércio e
serviços lideraram geração de empregos
(Foto: Salviano Machado/Vale)

O estado do Pará teve um saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada no mês de semtebro de 2014. Segundo levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), o estado gerou 5 mil postos de trabalho formais, sendo a grande maioria na construção civil, nas indústrias de transformação e mineral e nos setores de comércio e serviços.

O resultado é bastante significativo, e coloca o Pará na contramão da tendência nacional, que é de desaceleração na abertura de vagas: de acordo com o Ministério do Trabalho, o Brasil teve o pior mês de setembro em relação a geração de emprego desde 2001, com 123.785 vagas criadas – um valor pequeno se comparado aos últimos 13 anos.

Apesar do bom resultado em relação ao cenário nacional, o Pará teve um aumento de emprego inferior ao mesmo período de 2013: neste ano foram 33.963 admissões e 29.173 demissões, com saldo de 4.790 vagas; enquanto no ano passado o saldo chegou a 7.317 empregos, com 34.307 admissões e 26.990 desligamentos.

Ainda de acordo com o levantamento, o Pará teve a melhor geração de emprego do norte do país: dos pouco mais de 6 mil empregos criados na região, dois terços estão no estado que, de janeiro a setembro de 2014, teve um crescimento de 4,42% na abertura de vagas no mercado

Fonte: G1